PRESSIONE o botão PLAY para reproduzir a rádio, caso não toque automaticamente

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



                                          

 

             

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Divórcio
Vocę é a favor ou contra o Divórcio?
a favor
Contra
Tenho duvidas
Ver Resultados

  • Currently 2.91/5

Rating: 2.9/5 (2368 votos)



ONLINE
3


Partilhe esta Página

PageRank

Portal Restitui

Gospel


 


ChinaapoiaránovasmedidasdaONUcontraaCoreia norte
ChinaapoiaránovasmedidasdaONUcontraaCoreia norte

China apoiará novas medidas da ONU contra a Coreia do Norte

O ditador da Coreia do Norte Kim Jong-un inspeciona o programa nuclear em Pyongyang em foto sem data distribuída pela agência oficial KCNA – 03/09/2017© Reuters O ditador da Coreia do Norte Kim Jong-un inspeciona o programa nuclear em Pyongyang em foto sem data distribuída pela agência oficial KCNA – 03/09/2017

 

O governo chinês afirmou nesta segunda-feira que apoiará novas medidas contra o regime da Coreia do Norte perante a iminente reunião daONU que será realizada nesta segunda-feira. “A Chinaapoia as resoluções do Conselho de Segurança da ONU para adotar novas reações e medidas necessárias em resposta ao sexto teste nuclear feito pela Coreia do Norte”, apontou em coletiva de imprensa o porta-voz de Relações Exteriores chinês Geng Shuang.

Principal aliada de Pyongyang, a China não esclareceu, no entanto, se apoiará a proibição de venda de petróleo proposta pelos Estados Unidos.

O governo dos Estados Unidos entregou no domingo aos membros do Conselho uma versão revisada de seu projeto de resolução para aprovar novas sanções contra a Coreia do Norte, segundo fontes diplomáticas. O novo projeto é um pouco mais suave que o original e inclui um embargo “progressivo” sobre o petróleo destinado a Coreia do Norte, ao invés de um embargo total e imediato.

Washington teria suavizado sua posição após quatro dias de negociações intensas com Moscou e Pequim sobre os trabalhadores norte-coreanos expatriados e a inspeção à força dos navios suspeitos de transportar cargas proibidas pelas resoluções da ONU.

“Esperamos que os membros do Conselho possam tomar suas decisões com base no consenso”, disse Geng. O porta-voz sublinhou que a China sempre cumpriu com suas obrigações internacionais e reafirmou a oposição do país a qualquer “sanção unilateral fora do marco do Conselho de Segurança”, uma advertência que Pequim formulou em numerosas ocasiões.

Em coletiva de imprensa nesta segunda-feira, a ministra de Relações Exteriores da Coreia do Sul, Kang Kyung-wha, reafirmou que a questão do petróleo deve ser parte de qualquer resolução da ONU em resposta ao sexto e mais poderoso teste nuclear da Coreia do Norte, na semana passada.

“Ameaça à paz”

O presidente da RússiaVladimir Putin, e a chanceler da AlemanhaAngela Merkel, discutiram a situação da península coreana nesta segunda-feira e condenaram fortemente o regime de Pyongyang por ter ignorado as resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

“Foi enfatizado que tais passos contradizem os princípios da não proliferação global e criam uma séria ameaça à paz e segurança regional”, disse o Kremlin em comunicado, após o telefonema entre os dois líderes. “A solução para essa aguda crise é possível exclusivamente por meio de ferramentas políticas e diplomáticas, por meio da retomada das negociações de todas as partes envolvidas”, apontou a nota, que acrescentou que os líderes concordaram em continuar discutindo a crise através de seus ministros de Relações Exteriores.

Durante o telefonema, Merkel disse a Putin que apoia os esforços do Conselho de Segurança da ONU para adotar rapidamente sanções adicionais contra a Coreia do Norte para fazer com que Pyongyang mude de rumo, afirmou um porta-voz do governo alemão. “Houve um acordo de que a disputa sobre o armamento nuclear da Coreia do Norte precisa ser resolvida pacificamente”, disse Steffen Seibert, em comunicado.

 “Dor e sofrimento”

Enquanto isso, a Coreia do Norte ameaçou causar “dor e sofrimento” aos Estados Unidos caso o Conselho de Segurança da ONU imponha novas sanções contra o país.  “Caso os Estados Unidos eventualmente consigam aprovar uma resolução ilegal e injusta, impondo sanções mais duras, a Coreia do Norte garantirá que os norte-americanos paguem o preço”, informou o ministério de Relações Exteriores do regime de Pyongyang nesta segunda-feira.

 

Baixe o RadiosNet e ouça milhares de rádios no seu celualr ou tablet

Centro de Desenvolvimento

de Projetos e Pesquisas

Empresariais Há algo mais

poderoso que todos os exércitos

do mundo: uma ideia cuja hora chegou.

ASSOCIE-SE

 

 

Espote Mundial

 

Elite de Sucesso

Vibe Gospel Brasil

Sites Parceiro

    

 

RÁDIO RESTITUIGOSPEL

 Portal Restitui

 Sites que utilisam Nosso Play                                                          

Aleluia Gospel


    Portal Restitui


 Diacono Sergio Christino

Gospel Show 1000

                                                                    CONGREGAÇÃO LAGOA DE JESUS

Igreja Assembleia de Deus

  Da Promessa Revelada

Mundo do Crente

Mega Vigilia Do Azeite

SEMADMA

Igreja Evangélica Família de Deus

IDP - Igreja de Deus Pentecostal

IGREJA APOSTÓLICA KOINONYA

PASTORA ROSANA BARBOSA

ASSEMBLÉIA DE DEUS MISSÕES  
   CONGREGAÇÃO BETEL

ESPERANÇA PONTAL SUL

    DEUS MINHA VIDA
O DEUS DO IMPOSSÍVEL

Resgate da Fé

 

 

 

 

 

 

 

 

 Site Parceiros

Táxi Campos 24 Horas

 

 

Deus é maior

 

 

 

 

 

topo